Você conhece a banda Leaving Eden?

Leia mais

Novo vídeo da banda Kamelot: Liar, liar

Leia mais

Novo vídeo da banda Angra

Leia mais

07 abril 2015

Zelestial

Foi uma famosa banda de metal gótico sinfônico do Equador, fundada em agosto de 2004, cujo a maioria dos membros morreram em um incidente durante uma apresentação da banda.
Zelestial - Photo
Biografia

Zelestial foi uma banda que sua  contribuiu para o movimento gótico emergente no Equador, sendo pioneira do gênero no movimento do rock equatoriano e vencedora de sete prêmios em seu país, incluindo de melhor banda de Gothic Metal.



Zelestial começou sua carreira e sua criação em agosto de 2004 por um encontro entre Mauricio Machado (+) e Rodrigo Polit. Os dois, que possuem uma extensa carreira na música, começaram a fazer audições de músicos na cidade de Quito, resultando em seu primeiro show, no maior concerto do Equador, em 31 de dezembro de 2004, em La Concha Acústica Villaflora.

Em seguida,  gravaram sua primeira música em janeiro de 2005, intitulada FALL INNER (Otoño Interno). Fizeram várias apresentações durante todo todo o território do Equador, em 2006, gravaram no mesmo ano a música intitulada Bleed & Die.

Em suas várias apresentações, recebiam o acolhimento do público que não poderia mesmo assimilar o trabalho cênico e musical, uma vez que era novo e refrescante movimento musical do âmbito gótico no país. Isso fez com que a banda Zelestial se tornasse o ícone do Gênero Gótico no Equador.

Eles tinha o desejo de levar sua música para fora do país, assim já haviam planos para uma turnê por países como Colômbia, Peru e Argentina. Tudo isso passou tão rápido que nem deu tempo da banda gravar um cd completo, devido às suas apresentações e isso mesclado com atividades profissionais e estudantis de seus membros.

Com um grande reconhecimento de tudo o que a banda estava fazendo para a música e, especialmente, para o metal gótico, a banda recebeu 7 prêmios de Melhor Banda do Gênero Gótico em seu país. Estes prêmios foram entregues por pessoas especializadas do movimento rock equatoriano, tais como revistas, organizações, programas de rádio, etc.



A tragédia
Foto de Zelestial
Fogo posto e morte de membros

Quando Zelestial estava com pressa e subida iminente, foram convidados para receber o seu oitavo prêmio, no concerto gótico chamado Afterlife, em 19 de abril de 2008, para o qual a banda preparou uma breve apresentação para mostrar a sua potência musical e dar boas vindas ao público por todo apoio e  amor que eles estavam oferecendo.

Outras bandas estavam presentes como a Vendimia, Empirica, Lamento, e outros. Cerca de 300 pessoas se reuniram em torno do lugar.

Às quatro horas, a banda de rock gótico Vendimia começou com um repertório teatral, incluindo um show de fogo característico da banda. Meia hora mais tarde, um dos integrantes da banda lança uma chama que se chocou contra uma viga de aço, queimado a esponja do telhado, iniciando assim o fogo na boate Factory.

Isso foi minutos antes de entrar no palco a banda Zelestial. O estabelecimento onde ocorreu o evento, começou a pegar fogo. O telhado começa a arder em chamas, devido ao material acústico feito de esponja para evitar que o som escape.

O lugar estava cheio de fumaça de cor preta, que favoreceu a confusão de frequentadores do concerto. Pessoas que fugiram do local, tentaram antes quebrar as paredes do clube  com pedras, obtendo nenhum resultado.

Como resultado dessa grande incêndio,  foram achados os corpos de 13 pessoas mortas calcinados de uma só vez, incluindo seis membros do Zelestial (que estavam aguardando o término do show da banda Vendimia  para entrar no palco), encerrando uma curta e brilhante carreira da banda: os cônjuges Paola Flachier e Pablo Bernal, Mauricio Machado, Claudia Noboa, Andrés Rivadeneira e Cesar Corral, apenas Andrés Cárdenas, Rodrigo Polit e Daniel Calderón conseguiram escapar das chamas.

Portanto, seu empresário, engenheiro de som e um dos fundadores da banda, Rodrigo Polit, depois de sobreviver a esta tragédia, decidiu não recrutar novos membros para a banda, como uma homenagem a todos os músicos falecidos, terminando sua passagem histórica através do mundo da música, no Equador.
Zelestial tornou-se o símbolo da tragédia da discoteca Factory. Nesse caso era para ser homenageada como uma banda pioneira  do Equador gênero gótico.  Foram 19 mortos e 24 feridos, incluindo seis pessoas que morreram em diferentes hospitais na capital da República, onde eles foram levados para a emergência.
Persephone
Membros da última formação (2008)

ZELESTIAL (2004 – 2008) (+).

INTEGRANTES:

Claudia Noboa: (Voz Soprano). (+) Persephone.
Mauricio Machado: (Voz Gutural). (+) Mr. Crow.
Andrés Rivadeneira: (Baixo). (+) Angeluz
Pablo Bernal: (Guitarra Rítmica). (+)
Daniel Calderón: (Guitarra).
César Corral: (Teclados). (+) Lord Nebiros
Andrés Cárdenas: (Batería).  Vampire
Paola Flecher: (Coordenadora). (+)

Rodrigo Pólit V: Empresário (Engenheiro de som). Black Z.

Discografia
Zelestial - Otoño Interno

Otoño Interno (2005)


Zelestial - Bleed and Die

Bleed and Die (2007)


Zelestial - Soon the Sky Will Bleed, the Light Will Die and Inner Fall

Informações retiradas do link

3 comentários:

  1. Gracias Raquel por publicar nuestra historia en tu pagina, realmente es un honor para quienes fuimos parte de Zelestial.

    Atentamente

    Rodrigo Pólit V.
    (Rodrigo Black Z )
    Zelestial Management Ecuador.

    ResponderExcluir
  2. Gracias a ti, Rodrigo. Não sou boa no espanhol, mas espero que compreenda meu português. Você é um guerreiro, um sobrevivente que segue bravamente levando consigo a memória eterna dos seus amigos e não deixando que suas mortes sejam em vão. Obrigado por compartilhar com o meu blog a história dessa banda. Me sinto honrada

    ResponderExcluir
  3. Gracias a ti Raquel y al Santuario del Metal, seguiremos luchando para que el Rock y Metal, tengan un espacio donde mostrar su arte y tenlo por seguro que jamás claudicaremos, te envio un fuerte abrazo...

    Rodrigo Black Z
    Zelestial Management Ecuador

    ResponderExcluir

© Santuário do Metal - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Raquel Alves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo