Você conhece a banda Leaving Eden?

Leia mais

Novo vídeo da banda Kamelot: Liar, liar

Leia mais

Novo vídeo da banda Angra

Leia mais

11 março 2015

Entrevista com Maja Højvang Schønning, vocalista da banda Forever Still

Forever Still é uma banda de rock da Dinamarca, liderada por Maja Schønning.

_MG_4541v5
Quantas vezes você se depara com uma banda de rock que tem que algo a mais? A pergunta é: Você está pronto para se aventurar na melodia e na voz poderosa de Maja?

Combinando rock melódico com heavy metal e um toque de elementos eletrônicos, FS criou um som de rock original e nervoso, mas estranhamente familiar, adicionando uma lufada de ar fresco para a cena rock internacional.


A banda foi formada em 2010, quando os membros decidiram que era hora de dar a cena da música da Dinamarca, algo que está faltando - artistas que não têm medo de ser completamente vulneráveis ​​e colocar toda a verdade na música.

A banda chegou a tocar no maior festival de rock dinamarquesa, Noise Nordic, e ganhou o primeiro lugar no Reverb Nation Rock. Atualmente a banda lançou o Ep "Scars".



Discografia da banda

  • Scars EP (Name Your Price)
  • Scars (FREE SONG)
  • Breaking Free
  • Your Light (FREE SONG)
  • Vamos conferir a entrevista com Maja??? :))


    Primeiro, eu quero dizer que adoro as cores do seu cabelo. Acho  uma marca fortíssima na constituição de sua personalidade. Eu amo a maneira como sua voz pode ser doce e selvagem ao mesmo tempo.

    01: Fale de como você demonstrou interesse pela carreira musical. Quais foram suas influências iniciais? E as primeiras bandas?

    Maja: A música sempre foi  parte de mim, por isso tudo veio a mim com muita naturalidade. Ouvir música me ajudou a enfrentar as minhas emoções e compor música me ajudou a curar tais emoções. Acho que de uma maneira estranha, eu estava destinada a ser o que sou. 

    Eu sempre amei cantar, mas eu não abri totalmente os meus olhos e ouvidos para a música, até que eu descobri que era muito mais do que aquilo que nos era apresentado por estações de rádio tradicionais.  As primeiras bandas que eu comecei a ouvir em meus primeiros anos de adolescentes foi Slipknot, Marilyn Manson, System of down, Evanescence e bandas nessa área.

    02: Nossa! Amo a banda Evanescence. Mas continuando nossa entrevista, como surgiu a banda Forever Still? De onde veio a origem ou a história por trás do nome da banda?

    Maja: "Forever Still" é a sensação de estar preso em um lugar ruim e não ser capaz de sair. Todo mundo está passando por você, sem perceber sua inquietação, apenas vivem suas vidas, enquanto você está sendo sugado para baixo, cada vez mais fundo, sendo levado ao  nada. 

    É o sentimento mais solitário e vazio no mundo, e você tem a sensação de que esse sentimento vai durar para sempre. O que o nome não diz, é que  não é isso. O futuro é muito mais brilhante do que parece.

    03: Quais foram as inspirações que a banda buscou no processo de composição das músicas do primeiro álbum, o Breaking Free? E a arte da capa deste álbum?

    Maja: Ao escrever a música, nós olhamos para nós mesmos para encontrar inspiração. Tudo o que escrevo é extremamente pessoal, e cada música tem uma pequena parte de nossas almas. Neste momento, senti uma vontade de escrever sobre a quebra livre de correntes que me prendia e me levava para baixo. Às vezes, as correntes são outras pessoas, e outras vezes a cadeia é a sua própria mente, ambos igualmente desafiadores para se libertar; e muitas vezes eles estão conectados.

     É como desbloquear uma série de portas. Você tem que desbloquear uma porta para chegar à porta seguinte. A arte da capa para o nosso primeiro lançamento é o nosso logotipo, que é um corvo em voo contido em um círculo. Mas o círculo está derretendo, e o pássaro não pode ser mantida em cativeiro para sempre.

    04: Muito interessante toda simbologia por trás da identificação visual da banda. Especialmente porque o animal corvo é de um peso extremo quando se trata de significados em torno deste animal e de seus mitos. Agora falando sobre os EPs, o que difere o EP atual “SCARS” do álbum “BREAKING FREE”? Qual foi a pior “cicatriz” que você carrega e que você explora nesse single?
    *cicatriz no nível psicológico, espiritual, algo referente a vida

    Maja: Com "SCARS" eu sinto que nós realmente nós abrimos e fomos ainda mais vulneráveis do que em Breaking Free. Queríamos ser completamente honestos, sem filtros... Scars é muito mais cru e honesto, e queríamos mostrar um lado que você costuma esconder do mundo por medo de ser ferido e julgado. Verdade seja dita: não há pior cicatriz para mim... É uma série de eventos que levam a criar cicatrizes que ainda permanecem até hoje, embora elas devam desaparecer com o tempo.

    05: Quais são os comentários em relação ao single “SCARS” e aos vídeos oriundos deste single?

    Maja: Nós não poderíamos estar mais felizes em relação à recepção de Scars. A Mmdia que também analisou nosso  EP "Breaking Free"  em 2013, dizem que o Scars é um passo acima de tudo que fizemos, e eu concordo. Eu acho que é por causa da vulnerabilidade, o que faz com que seja realmente verdadeiro. Em Breaking Free eu ainda estava tendo um momento difícil. Em Scars, decidimos deixar todos os nossos medos e saltar sem paraquedas. 

    Desde que criamos tudo sozinhos, fomos capazes de construir todo o nosso som, bem como nossa representação visual em torno desse sentimento corajoso e ousado. O vídeo  Scars é também o nosso vídeo mais popular até à data de hoje,  e eu me sinto como se estivéssemos realmente capazes de recriar visualmente a vibração e emoção da música.

    06: Falando sobre a banda, o que há de novo com a mudança do line up?

    Maja: O EP Scars é uma parte de nossa estréia,  então atualmente estamos trabalhando no segundo EP, parte 2. O álbum segue a jornada de um indivíduo lutando contra uma depressão, ansiedade e inutilidade, e no final, uma possível auto-descoberta. A Parte 1 é onde começa a nossa história que é bastante escuro. A Parte 2 será mais sobre quebrar barreiras, mas também frustração e ambivalência de romper com as únicas coisas que você conhece e começar tudo de novo.

    Mudamos o line up recentemente porque precisávamos de um pouco de energia nova no grupo, e nós queríamos trabalhar com pessoas que gostam de música tanto quanto nós. Nós olhamos muito para a frente para começar a turnê com os novos caras na primavera deste ano para  a turnê The Open Wound!

    07: Uau! Desde já boa sorte nesse desafio!!! Eu gostaria de saber sobre algo engraçado, um mico em algum show ou uma situação constrangedora que você ou algum membro da banda teve que escapar. E um momento marcante? Qual foi?

    Maja: Algumas das situações mais embaraçosas que tive, mistura vida pessoal com ser uma artista da música: é rapazes tentando mostrar que eles podem cantar. É tão constrangedor você ver um cara que está na sua frente, fazendo uma harmonia com a música que está tocando e olhando pra você sedutoramente nos olhos. Até estranho pensar sobre isso, e eu não tenho nenhuma ideia de como responder a ele. Por favor, não faça isso.

    Eu sinto que é um momento de definição cada vez que lançam novas músicas, porque é um pequeno pedaço de sua alma, que mostra onde você está naquele momento no tempo. Tanto trabalho duro juntamente com o sangue, suor e lágrimas (literalmente!) 

    08: Quais sãos os planos para 2015, tanto da banda como os pessoais? Algum show marcado para o Brasil?

    Maja:  Meus planos pessoais são os meus planos com a banda. Quando você trabalha tanto quanto o que fazemos, tudo se mistura. Além da Parte 2 do álbum a ser lançado, o álbum completo e físico também será lançado em 2015. Nesta primavera estamos começando a turnê que eu te falei, na Dinamarca e no Reino Unido. 

    Nós ainda não temos datas para shows no Brasil, mas se vocês nos querem ai, tenham a certeza de estaremos! Nós reservamos a maioria dos nossos próprios shows, e nós queremos ir para onde você quer que estejamos. Você ainda pode sugerir sua cidade para a turnê 2015 aqui: http://goo.gl/plZB1u

    09: Existe alguma pergunta que não foi feita mas que você gostaria de responder?

    Maja: Só se houver mais você quer saber! Mas hey, você sempre pode ter acesso a nossa mídia social, se você quiser perguntar-nos algo - ou apenas conversar. Você pode encontrar todos os nossas redes  sociais em nosso site http://foreverstill.dk

    10: Você é muito simpática e gentil. Estamos chegando ao final de nossa entrevista, Maja. Mande uma mensagem para seus fãs brasileiros:

    Maja: Obrigado, muito obrigado por todo o seu apoio! Espalhem e compartilhem a  nossa música, e um dia vamos ser capazes de estar ai no Brasil!

    Muito obrigado por esta entrevista e boa sorte J



    Para ver matérias anteriores, acesse:


    Quer saber mais sobre Maja e sua banda?

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    © Santuário do Metal - 2012. Todos os direitos reservados.
    Criado por: Raquel Alves.
    Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo