Você conhece a banda Leaving Eden?

Leia mais

Novo vídeo da banda Kamelot: Liar, liar

Leia mais

Novo vídeo da banda Angra

Leia mais

20 abril 2013

Isabel Bathory ou "A condessa sangrenta" e "A condessa Drácula"- parte 2

A personagem da vida real habita também o universo da música

Banda: Darkwell





"Elisabetha .... .... Elisabetha
Este é o conto da
Condessa Sanguinária
Aos 15 anos ela percebeu a sua verdadeira ambição, infligir dor
em pouco tempo seus desejos carnais clamaram por sua realização
magia negra foi a chave
Após tornar-se romanticamente
envolvida com um estranho de roupas negras
sua boca demonstrou palavras com
sinais de sangue pela primeira vez."

Venha até mim minha doce e jovem garota
Preciso dos seus serviços para o meu prazer
Siga-me para o seu pequeno inferno
Nada para se assustar ou aborrecer
Entre por essa porta
Veja meus brinquedos, eles são o seu destino
Bem-vindo à minha câmara de tortura
Esse será o seu desmembramento

Eu tirarei o seu líquido
O seu sangue virgem será o meu vinho
Magia Negra é no que eu sou mestre
Minha Escuridão é o que irá brilhar
Minha beleza irá parar de se apagar
Do meu cosmético você é a fonte
A pele enrugada irá desaparecer
Minha beleza retorna com minha força

"Elisabetha ... você é a maldição das nações
sua crueldade é o chamado divino sobre os deuses
a minha maldição é que eu não posso matá-la
você será minha prisioneira por toda a eternidade."

Você me prendeu nessa cela para apodrecer
Meu sangue queima por vingança
Vou trazer sua dor a um novo estágio
Eu me elevarei até alcançá-lo
Você não irá fugir das garras de minha magia
O seu coração será aquilo que eu rasgarei
Irei arrancar o seu espírito
Aniquilação é o que eu irei fazer

Eu tirarei o seu líquido
O seu sangue virgem será o meu vinho
Magia Negra é no que eu sou mestre
Minha Escuridão é o que irá brilhar
Minha beleza irá parar de se apagar
Do meu cosmético você é a fonte
A pele enrugada irá desaparecer
Minha beleza retorna com minha força

Para mais informações da banda acesse o link

Banda: Serenity




Out on the silent battlefield,
When the killing work is done and the crimson haze has gone,
Still lies the deadly sword i wield
And i'm dreaming of your face, have begun to count the days
But i fear to face a dreadful fate
I am afraid to lose the one i cherish
No sun is shining in the sky
On wings of madness we will fly
We can't cross the distance
Away from reason
No sun is shining in your eyes
A shadow growing in disguise
I can't stand the silence
Embracing you at night
Here in the corners off my mind
Is a constant, longing scream, like an echo of a dream
Oh there is always peace to find
In a drop of blood that shines while a lonesome creature whines
Can i save you from a dreadful fate,
I am afraid to lose the one i cherish
No sun is shining in the sky
On wings of madness we will fly
We can't cross the distance
Away from reason
No sun is shining in your eyes
A shadow growing in disguise
I can't stand the silence
Embracing you at night
I see you dancing with your demons
No sun is shining in the sky
On wings of madness we will fly
We can't cross the distance
Away from reason
No sun is shining in your eyes
A shadow growing in disguise
I can't stand the silence
Embracing you
No sun is shining in the sky
On wings of madness we will fly
I can't stand the silence
Embracing you at night




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Santuário do Metal - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Raquel Alves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo