Você conhece a banda Leaving Eden?

Leia mais

Novo vídeo da banda Kamelot: Liar, liar

Leia mais

Novo vídeo da banda Angra

Leia mais

11 agosto 2012

The Agonist

The Agonist é uma banda canadense de metalcore e death metal melódico formada em 2004, na cidade de Montreal.

Início e Once Only Imagined (2004-2008)


The Agonist (inicialmente conhecido como The Tempest) foi formado pelo guitarrista Dani Marino, o baixista Chris Kells e a vocalista Alissa White-Gluz. Por questões jurídicas foi solicitada a mudança de nome ao ser assinado o contrato com a gravadora Century Media Records. Eles lançaram o primeiro album chamado em 14 de agosto de 2007. Ao lançar o álbum os integrantes sentiram-se estimulados a adicionar um baterista a banda, e então Simon McKay torna-se oficialmente um dos membros do The Agonist. 

Lullabies for the Dormant Mind e Atualmente (2009-presente)


A banda lançou seu segundo álbum, chamado Lullabies for the Dormant Mind, em março de 2009. O vídeo "And Their Eulogies Sang Me To Sleep..." também dirigido pelo diretor David Brodsky, foi lançado 18 de abril de 2009. Logo após isso, em 22 de abril de 2009, foi lançado um vídeo para a música "Birds Elope With The Sun", gravado durante uma turnê. O terceiro vídeo foi para o single "Thank you, Pain", que estreou no Blog Peta em 03 de setembro de 2009. A banda alcançou grande popularidade com o lançamento do Lullabies for the Dormant Mind, principalmente por seu single/vídeo "Thank you, Pain".

Estilo

O The Agonist é conhecido principalmente pela capacidade de sua vocalista, Alissa White-Gluz, em fazer o vocal limpo e o vocal gutural, e o uso do Danny Marino de duas ou mais melodias e acordes de interseção heterodoxo muitas vezes com intervalos de largura e deslocamento de oitava. O tema das músicas giram em torno de preocupações morais, tais como os direitos dos animais, os dilemas da sociedade e do estado do mundo.

Formação atual





Thank You Pain

The Agonist



Então humilde criminosa,
diga-me por favor qual a sua defesa?
Agora, ilustres juízes, senhoras, senhores do júri, por favor, permita-me apresentar o meu caso ...
Ha! Que caso você possivelmente pode apresentar?
arrancar um homem de sua família, fé, e amigos? Defesa?
 
Ouçam antes de condenar, vejam vocês, eu nunca tive a intenção de estragar nada!
Intenção é bandeira branca da consciência culpada contra o orgulho,
então eu te acho culpada dos crimes.
Eu sei, apesar de não acreditar
Que não é só da minha vida após a morte que eu me privo.
Os recursos serão negados!
 
A linha de chamadas de serviço para execução das leis, assim que você é agora nossa propriedade.
Inteligência te enganou de alguma maneira.

Oh, que vergonha você jogar esse jogo!
 
Através dos sentidos, o que podemos explicar?
Nem a alegria, nem a culpa, nem a dor
O amor é o mesmo?
Este argumento sem sentido em vão corrói o meu senso de vergonha.
A quem culpar?
Obrigado, dor! (por mutilar meu corpo)
Deus abençoe sofrimento!
Obrigado, dor! (por libertar meu cérebro)
Por me impedir de retornar à fonte novamente.
 
Assim seja!
Agora você vê o erro de seus caminhos?
De ratos e homens que você fala, de pé, mas você é fraca.
Uma ladra sorridente.

Nós somos todos assassinos, você vê,
mas você deixou o tabu da química humana cegar suas necessidades
Viva a ganância!
A lógica não vai admitir.
Pense sobre as estatísticas que você alimenta.
Pense antes de se defender.
 
Através dos sentidos, o que podemos explicar?
Nem a alegria, nem a culpa, nem a dor
O amor é o mesmo?
Este argumento imprudente em vão corrói o meu senso de vergonha.
A quem culpar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Santuário do Metal - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Raquel Alves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo