Você conhece a banda Leaving Eden?

Leia mais

Novo vídeo da banda Kamelot: Liar, liar

Leia mais

Novo vídeo da banda Angra

Leia mais

26 agosto 2012

FOREVER EVANESCENCE


Matéria muito interessante que achei neste link http://www.evrockbrasil.com/2012/04/opinioes-sobre-evanescence-o-que-eles.html
Visualizações:
Hoje, sabemos que o Evanescence é uma das poucas bandas de rock com vocal feminino que tão bem se destacou em meios midiáticos na última década. O carisma e a voz de Amy Lee, junto de seus hits marcantes, trouxeram à banda o seu merecidissímo espaço no mundo da música e, como não deixaria de ser, um expresso número de seguidores pelo mundo.


Diante do reconhecimento, podemos descrever, também, que a imagem da banda já deu muito o que falar no meio musical. Críticas, opiniões e até mesmo comparações com outros grupos de rock.


"Fale bem ou mal, mas fale de mim"

- É com embasamento neste famoso ditado popular, que construímos uma coletânea de menções referentes a Amy Lee e, principalmente, ao Evanescence.



ELOGIOS

As virtudes sobre o Evanescence e Amy Lee no mundo da música são grandiosas. Elas são encontradas no universo rock, pop e, espontaneamente, até no meio jornalístico. Acompanhe logo abaixo algumas opiniões sobre Evanescence.

Taylor Momsen

Taylor Momsen (The Pretty Reckless): "Evanescence foi um dos primeiros shows que eu fui. Sou uma grande fã da banda, por isso, está sendo muito prazeroso estar abrindo os shows deles"

Taylor é uma das mais novas cantoras rock. Vem ganhando fãs juntamente com sua banda The Pretty Reckless - que já abriu alguns shows do Evanescence durante sua turnê pelos E.U.A e Europa. Leia mais!


Kelly Clarkson
Kelly Clarkson: "Nova meta na vida é cantar um dueto com Amy Lee, do Evanescence. Observando-a no show... Ela é tão intensa, uma linda vocalista, e tem bom gosto em melodias e músicas. Wow. Eu sempre gostei dela, mas nossa, que espírito tão belo e tão grande.

Para quem não sabe, a cantora pop e vencedora de uma das temporadas do programa americano American Idols, esteve presente no primeiro show da turnê 2011, realizado em Nashville (E.U.A). Leia mais!

Zeca Camargo (Apresentador, Rede Globo): "Quando começaram as primeiras batidas de 'What You Want', novo single da banda, as pessoas ao meu lado foram a loucura! Muitos regados a muita maquiagem pesada e unhas pintadas de preto. Amy Lee trouxe uma legião de fãs para o último dia do Rock in Rio, mais do que se esperava. Era inacreditável! Música atras de música, todos cantavam singles velhos e novos.

Amy Lee, um carisma à parte, mostrou que hoje são poucas as vocalistas femininas que ainda impressionam mesmo depois de anos de estrada. O efeito de tudo isso foi único: as pessoas gritavam seu nome, cantavam música atras de música e, para minha surpresa, Amy Lee foi mais do que um dos maiores destaques do festival, deixou boquiaberto até os mais tradicionais roqueiros que estavam lá pra enlouquecer com o peso do System of a Down, banda que daria sequencia à apresentação, e se contagiaram com o melodrama e as tristezas que Amy Lee canta em suas músicas.
Zeca Camargo
Um show bárbaro!

O Zeca Carmago já compartilhou com todos o que achou do Evanescence. Um dos reporteres mais conhecido na televisão brasileira, descreveu os momentos da performance da banda na sua vinda ao Brasil para o festival Rock in Rio 2011.


Anette Olzon (Nightwish): "Ela [Amy Lee] é uma menina que tem a voz linda. Transmite tanta emoção em suas canções que inspiraram a todos. Eu não tive o prazer de conhecê-la pessoalmente, mas vemos que é um muito linda e amável, nem todas são assim. (...) São bandas completamente diferentes, estilos diferentes e música diferente. Sei que muitas pessoas se ressentem com a comparação, mas não vejo nada de errado, eu admiro Evanescence. Souberam lidar com os obstáculos, assim como eu faço no Nightwish.
Anette Olzon, vocalista da banda Nightwish, chegou até a dizer que faria dueto com a Amy Lee e alguns covers. Leia mais!

Lemmy (Motörhead): Tenho ouvido muito o Evanescence. São muito bons. Excelente produção, canções e arranjos. A garota [Amy Lee] tem uma grande voz, e nem sequer estou fantasiando nada com ela, algo que geralmente fazemos com as garotas que cantam. Saca o que digo? Eu acho que eles são grandes, irei assisti-los em [Las] Vegas [2007]"
Em entrevista ao site Stereoboard, o grupo chegou a dizer que  pensaram em gravar alguma música do Evanescence em algum momento. Entretanto, um possiível receio falou mais alto. Leia mais!
Crysalys é uma promissora banda italiana de new metal. Comandada pela vocal Chiara Malvestiti, que adota o seu cabelo avermelhado, a vocalista fala sobre comoAmy Lee foi uma de suas inspirações. Leia na íntegra a entrevista exclusiva que fizemos (clique aqui!).
Chiara Malvestiti (Crysalys): "Quando comecei a estudar canto moderno (com 17-18 anos), "My Immortal" foi a primeira música que cantei em um show! Alguns anos mais tarde, quando comecei a cantar com Crysalys no cenário do metal feminino,Amy Lee foi uma grande inspiração para mim!"

O cantor da banda Creed, Scott Stapp, também se mostrou ser um admirador da banda. Durante a turnê de janeiro, esteve presente no show em Holywood e ainda por cima, tirou uma foto e divulgou em seu perfil no Twitter. Veja aqui!.
Scott Stapp (Creed): Ela é incrível. É muito bom te ver, Amy!!
Creed é uma banda de rock que também foi lançada pela mesma gravadora do Evanescence, a Wind- Up Records. Possuem uma memorável história de início de carreira.

Pe Lanza (Restart): "Sou MUITO fã da Amy Lee! canta MUITO, meu Deus do céu"

Kiko (KLB): "Estou viciado nesse CD ['Fallen'], escuto o dia inteiro. Gosto das pegadas de rock'n'roll da banda, com guitarras pesadas e ao mesmo tempo melancólicas. A cantora tem uma voz ótima, não grita, não é escrachada. Dá para tirar muita idéia bacana para o som do KLB!"
Mia (CW7)

Mia (CW7): “Eu gosto muito do Evanescence. Eu acho a Amy Lee fantástica. Me identifico muito com ela, porque ela toca piano também
A banda brasileira de pop rock é formada pelos três irmãos: Paulo Wicthoff (Paulinho), Gustavo Wicthoff (Pipo) e Leonardo Wicthoff (Léo) e contam com a presença da prima deles, Amanda Wicthoff (Mia), fã de Evanescence. Conheça a banda!



DECLARAÇÕES

Ao se falar sobre Evanescence, comparações com trabalhos de outras bandas, não poderiam faltar. Grupos como Epica, Nightwish, na época com Tarja Turunen, a banda Within Templation, com a vocalista Sharon de Adel e a banda Lacuna Coil, com Cristina Scabbia no vocal,  são os principais focos de comparações, saudáveis. Ambas as bandas  representam muito bem o mundo do rock e, principalente, são motivos de orgulho para milhares de mulheres. Melodias incríveis e vozes angelicais, elas souberam se expressar muito bem diante das comparações.



"Eles são uma boa banda e as pessoas gostam deles. Então, por que eu deveria estar triste [com as comparações]? É engraçado, pois na Europa nós somos conhecidos há um tempo, então as pessoas dizem o oposto. Eles escutam Evanescence e dizem: 'Oh, é um single novo do Lacuna Coil?"

"Particularmente, não gosto. Não me agradaria ser comparada com o Evanescence porque é um grupo de rock muito comercial. Creio que o Epica tenha muito mais do metal do que música rock. Além do mais, temos uma voz masculina muito agressiva e simplesmente mais complexo... Evanescence é mais como uma banda de Pop/Rock, e o Epica realmente pertence ao metal"

"O Evanescence é um bom exemplo de que isso é possível. Foi a primeira banda a entrar nesse mundo, a primeira a assinar com grandes selos. O Nightwish existe há algum tempo, mas ninguém nos conhecia, pois o mundo tinha a cabeça muito fechada..."

"Bem, você sabe como é, acaba sendo uma comparação natural. E também acaba sendo, de certa forma, uma maneira de explicar mais ou menos o tipo de som que você faz. Por mim, está tudo bem [a comparação] desde que não digam que estamos copiando o Evanescence ou coisa do tipo. Fora isso, podem até não gostar da nossa música, não há problema algum"

"Eles são uma boa banda e as pessoas gostam deles. Então, por que eu deveria estar triste [com as comparações]? É engraçado, pois na Europa nós somos conhecidos há um tempo, então as pessoas dizem o oposto. Eles escutam Evanescence e dizem: 'Oh, é um single novo do Lacuna Coil?"

"Particularmente, não gosto. Não me agradaria ser comparada com o Evanescence porque é um grupo de rock muito comercial. Creio que o Epica tenha muito mais do metal do que música rock. Além do mais, temos uma voz masculina muito agressiva e simplesmente mais complexo... Evanescence é mais como uma banda de Pop/Rock, e o Epica realmente pertence ao metal"
prevnext

Uma outra banda que não poderia ficar de fora é o grupo We Are The Fallen. Criada pelo o ex-integrante do Evanescence, Ben Moody, juntamente com a cantora Carly Smithson, sofreram, e ainda sofrem, com chuvas de comparações. No twitter, Smithson não esconde o desconforto com o fato, em suas palavras. Leia abaixo:

Carly Smithson (We Are The Fallen): "Evanescence não é do meu interesse, porque eu estou no We are the Fallen. Mas em toda entrevista tem a mesma pergunta!!! Estou cansada disso e os fãs também (...) Já falamos milhões de vezes que não somos o Evanescence, mas a mídia continua criando histórias falsas. Toda a minha banda quer seguir em frente e fazer música. Simples (...) Há 5 pessoas no We are the Fallen, e nem todos escreveram no Evanescence, então, há estilos diferentes."



 CRÍTICAS


Cantora Pitty
Pitty: "Nunca fui muito fã da banda em si, mas achava interessante a voz da Amy Lee com o jeito que ela se relacionava com as melodias e o piano. Achava interessante as composições e tudo, mas eu nunca fui uma grande fã"
Houve um tempo em que fãs do Evanescence ficaram com pé atrás com a cantora Pitty, após uma declaração "debochada" sobre o Evanescence, seu concorrente em uma votação da MTV Brasil. Tudo não passou de um mal entendido.
Chester Bennington (Linkin Park): "Eu os conheci no estúdio quando estavam gravando o álbum deles ["Fallen"]. Nós dois estávamos gravando no mesmo prédio. Eu estava conversando com a Amy e foi legal. Ela disse: “Nós estamos tendo este problema: Todo mundo está querendo que sejamos vocês”. Eu disse à ela que era uma mancada e ela concordou. Disse que eles foram tão longe quanto desejavam para pedir ao Mike para fazer uma parte da música. Ela disse: “Nós sabíamos que ele não iria aceitar”. 
Chester Bennington

Então, eles correram atrás de alguns caras de outras bandas para fazer isso como ele [Mike] faria. Eu disse à ela para ser ela mesma e dizer aos caras para que fizessem de uma maneira única e diferenciada, mas a próxima coisa que eu ouvi foi “Bring Me to life” com um cara que cantava igualzinho ao Mike. Isso foi um pouco decepcionante"

Está aí um estranho acontecimento ocorrido na pré-produção do álbum Fallen, em meados de  2002 e início de 2003. Recentemente, Amy Lee mencionou a pressão, da gravadora, para que fossem similares ao Linkin Park. Desnecessário e absurdo. Leia mais sobre!




De extrema importância para nós saber a sua opinião sobre o conteúdo desta matéria. Deixe, em forma de comentário, sua impressão, sugestão ou até mesmo crítica.


Elaboração & Pesquisa: Júnior e Victor Cavalcante
Edição: Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Santuário do Metal - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Raquel Alves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo